Fonte:

O artista plástico Hélio Leites, conhecido pelo trabalho com miniaturas que costumam ser expostas na Feirinha do Largo da Ordem, estreia na literatura como cronista. Ele prefere chamar de “webcontos” a produção reunida no livro Tarja Branca: o libreto que faltava, lançado nesta segunda-feira (18), na 36.ª Semana Literária do SESC, em Curitiba.

Parte dos exemplares impressos vai ser distribuída gratuitamente para escolas e instituições de ensino e pesquisa. O livro também tem uma versão em áudio, narrado pelo próprio autor, e uma versão digital, que podem ser baixadas gratuitamente pelo site da Editora Prosa Nova.

O escritor e editor, Luiz Andrioli, conta que conheceu Hélio Leites na década de 90. Um pequeno adesivo em formato de botão, que o artista pinta a mão e distribui pela cidade, marcou o começo da amizade entre os dois. Depois veio a ideia de reunir a produção literária de Leites, que estava dispersa em centenas de e-mails. Andreoli conta que as crônicas sempre estiveram guardadas de uma maneira muito peculiar, que começa a ser organizada agora de forma mais segura.

Há pelos menos 30 anos, Hélio Leites, que tem 66, produz textos para mandar, primeiro, por cartas, e mais recentemente, por email para uma rede de contatos espalhada pelo Brasil e pelo mundo. Artista plástico, artesão, poeta, performer.  Hélio Leites é de tudo um pouco. Luiz Andrioli diz que não se arrisca a definir o amigo, mas empresta as palavras do poeta Paulo Leminski.
Criador da Associação Nacional de Colecionadores de Botão, Secretário Geral do Fiu-Fiuuu Sport Club – Clube de Assobiadores, Diretor de Harmonia da Ex-Cola de Samba Unidos do Botão e dirigente de mais uma lista de pequenas significâncias, Hélio Leites diz que Leminski abençoou as ideias que teve.
Quase todas as crônicas do escritor têm na mãe algum tipo de inspiração. É com Emilia Silveira Leite, de 92 anos, que ele vive, em um apartamento no Pilarzinho. Hélio diz que muitas histórias terminam com um toque que vem da delicadeza de Emília.
As versões gratuitas digital e em áudiolivro do livro Tarja Branca: o libreto que faltava, de Hélio Leites, estão disponíveis no site da editora: prosanova.com.br. A obra, impressa, também está à venda por R$ 25,00.
Share This
Entre em contato!